terça-feira, 25 de setembro de 2012

Último Samba em Paris




Para reacender o desejo, alugaram um apartamento vazio. No primeiro encontro riram como velhos amigos. No segundo, devolveram as chaves.

(*) Imagem: Google

21 comentários:

  1. Sutilezas da vida seja aqui, ali ou em Paris.
    Adorei :)

    ResponderExcluir
  2. na verdade tudo foi um contexto para a entrega das chaves...

    ResponderExcluir
  3. Brincar de viver.
    Belo micro amiga.
    Bela semana.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Tão verdade! Um beijo :)

    http://reflexoesdeletrasepalavras.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Algumas vezes, uma só vez é a medida certa...

    Muito bom.

    bjos

    ResponderExcluir
  6. Pelo menos tiraram qualquer dúvida. Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. sambalanço, num balanço muito provável: paixão e amizade só em comercial de margarina...:)

    eu disse margarina, não manteiga... :)

    ótimo, como sempre.

    beijo.

    ResponderExcluir
  8. Esse foi um samba de uma nota só. Nem sempre os recomeços atendem às expectativas idealizadas. Abraços

    ResponderExcluir
  9. Sinopse de uma cena perdida do Woody Allen...rs

    ResponderExcluir
  10. É pra se lascar! Como a gente diria aqui no Nordeste hehehe

    ResponderExcluir
  11. Paris tem isso de particular que permite a eternidade de certas coisas e a efemeridade de tantas outras!

    ResponderExcluir
  12. Se tudo terminasse no primeiro
    Entre gargalhadas
    o final seria feliz.
    Mas quiseram ir além...

    ResponderExcluir
  13. Sempre que o Amor seja disputado pelo desejo (apenas), certo que não resulta... nunca.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  14. Só o título já vale apena, demais (ehehehehe). Mas, dentro do contexto, é um amor que não vingou, sambou, e sambou em Paris, demais de demais. Acho que o tango também sambou, Marlon Brando que o diga. Parabéns mesmo, Dolce Vita, muuuuito bom!!!

    ResponderExcluir
  15. Síntese dos relacionamentos românticos!

    ResponderExcluir
  16. gosto da entrelinha cinematográfica! muito interessante.

    ResponderExcluir